terça-feira, 15 de maio de 2012

“MEU FILHO NÃO AGIU SOZINHO”; DIZ MÃE DO ACUSADO DO CRIME DE DOVERLÂNDIA

“Meu filho não agiu sozinho”; diz Mãe do acusado do crime de Doverlândia

Ilda Aparecida de Souza Paes, de 42 anos, também está sufocada pela dor. Ela chora a perda do filho, Aparecido Souza Alves, assassino confesso de sete pessoas na chacina de Doverlândia e um dos oito mortos da queda do helicóptero da Polícia Civil em Piranhas, terça-feira (08).
Nesta quinta-feira (10) ela esteve no IML acompanhada do filho Daniel e de uma advogada para a liberação do corpo de Aparecido. Em entrevista exclusiva , Ilda chorou ao falar de sua dor com a morte trágica do filho e disse que ela é a mesma que a das outras famílias das vítimas. “É muita dor”, disse.“Meu marido não tem nenhuma condição de fazer isso. Ele está descontrolado com isso tudo. Então, eu tenho de fazer isso”. 

Ela e Daniel queriam ver o corpo de Aparecido, mas o pedido foi negado por funcionários do IML. 

A mãe de Aparecido acredita que seu filho não agiu sozinho na chacina de Doverlândia. Para ela, o rapaz foi convidado por alguém para praticar o crime. “Meu filho não agiu sozinho”, disse ela na entrevista ao jornal.



Fonte: O Popular

Nenhum comentário:

Postar um comentário